40

A gestão sustentável de resíduos de Cingapura

Cingapura é um grande exemplo de gestão de resíduos no mundo, tornando-se referência na Ásia. Para isso, em 1999, foi construído um aterro, que foi projetado especialmente por engenheiros e ambientalistas da Agência Ambiental Nacional de Cingapura (NEA).

Com o custo de cerca de US $ 400 milhões e capacidade para conter até 63 milhões de metros cúbicos de lixo, o que é bom o suficiente para que Cingapura descarte seu lixo até 2040.

O que funciona é que o lixo é transformado em cinzas por usinas de incineração e depois enviado para a ilha. A água entre as duas ilhas é dividida em células. Essas células são drenadas antes que as cinzas as preencham. Em seguida, é coberto com solo para que pássaros e insetos possam polinizar e nutrir as plantas. Antes que a água com cinzas seja despejada no mar, a estação de tratamento de águas residuais garante que ela seja tratada corretamente.

A estação de tratamento de águas residuais é forrada com uma membrana impermeável para evitar que as substâncias nocivas vazem para as águas circundantes. 38% dos resíduos gerados em 2018 foram enviados para as quatro usinas de incineração de resíduos em energia de Cingapura para serem transformados em cinzas, o que ajudou a reduzir tal volume em até 90%.

Em um mundo onde o ecossistema está morrendo a cada minuto, isso traz esperança de que talvez possamos salvá-lo, mas para isso, serão necessárias parcerias sustentáveis em massa, entre países, empresas e pessoas.

Fontes: Today Online e SchoopWoop

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Mais lidas

Artigos Relacionados

Menu