Empresa comercializa coração totalmente artificial a partir de 2021

Funcionário da Carmat segurando o coração artificial (BERTRAND GUAY / AFP/Getty Images)

A empresa francesa Carmat une ciência, medicina e tecnologia. Em dezembro de 2020 recebeu a licença para comercializar o que eles mesmos definem como o coração artifical mais avançado do mundo. Doenças cardíacas sāo a maior causa de morte no planeta, e a tecnologia possui potencial para reduzir significativamente os impactos dessas patologias no futuro.

“Dada a recorrente escassez de doadores de órgãos, o dispositivo de Carmat tem o objetivo de dar suporte a pacientes que sofram de insuficiência cardíaca biventricular em estágio terminal. Trata-se de um quadro mortal, em que o coração não é mais capaz de bombear o sangue de forma adequada pelo corpo”.

“Nossa ambição de tratar todos os pacientes que precisam de um coração ainda está lá”, disse o presidente-executivo da Carmat, Stephane Piat.

O valor da unidade do dispositivo chegará a 150.000 euros. Por enquanto, o preço é acessível a poucos, mas como toda tecnologia tem potencial exponencial, é esperado que esse valor caia ao longo do tempo.

O valor médio de um transplante de coração nos EUA chega a $1,382,400, já que no país não há sistemas de saúde pública como no Brasil (SUS), preço que não tende a cair muito ao longo dos anos.

Será que o coração artificial da Carmat se tornará, eventualmente, uma solução mais acessível que o modelo atual de transplante em países como os Estados Unidos?

A empresa pretende lançar um estudo no país, com a esperança de obter a aprovação da Food and Drug Administration (FDA) para seu dispositivo até 2024.

O quão próximo estamos dos filmes de ficção, onde humanos e máquinas estão integrados um ao outro?

Já imaginou como a tecnologia pode ter efeito disruptivo na medicina? Será este o futuro dos transplantes de orgãos?

Fontes: CNN e Report Objetos do Amanhã Aerolito

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Mais lidas

Artigos Relacionados

Menu