29

O impacto transversal do metaverso

O metaverso pode ser definido como um espaço virtual compartilhado e coletivo, criado pela convergência de realidade física, virtualmente aprimorada, e, espaço virtual, fisicamente persistente, incluindo a soma de todos os mundos virtuais – realidade aumentada e a Internet.

O termo é normalmente usado para descrever o conceito de uma interação futura da internet, composta por espaços virtuais 3D persistentes, compartilhados, vinculados a um universo virtual percebido. Comunidades no Metaverso estão construindo um novo mundo onde os participantes estão abrangendo realidades físicas e virtuais.

De campanhas políticas a imóveis e entretenimento, a metassociedade em evolução força consumidores e marcas a repensarem nossa concepção de espaços e lugares. A próxima geração de experiências imersivas está preenchendo a lacuna entre os espaços físicos e virtuais.

O ZeroSpace Museum é um espaço de reunião liminar que combina arte, entretenimento e realidade virtual em um “playground de arte” imersivo. Artistas visuais de todo o mundo contribuíram para essa experiência única e inclusiva. Quando o museu reabrir, os visitantes de Nova York de todas as idades podem ver, ouvir e tocar as instalações, cuidadosamente elaboradas, enquanto caminham pelas galerias.

Em março deste ano, o Metaverse Group anunciou sua intenção de lançar o primeiro fundo de investimento imobiliário em ativos de terrenos do Metaverso: o Metaverse REIT. A primeira casa digital do mundo foi vendida por US $ 500.000 em março, para a qual o comprador recebeu arquivos 3D para fazer o upload do Metaverso adquirido.

Os preços são altos: mas os compradores podem investir no Fundo Imobiliário Digital da Republic Realm para comprarem terrenos virtuais. Ou, as partes interessadas podem recorrer ao Upland, o metaverso NFT coletivo, para comprar, vender e negociar propriedades virtuais. Tudo isso é comprado e negociado por meio dos NFT’s.

Experiências como essas estão presentes até mesmo na política, um exemplo é a meta-campanha do candidato a prefeito de Nova York, Andrew Yang.

Em 10 de junho, avatar-Yang deu uma entrevista coletiva para eleitores em potencial por meio da plataforma ZEPETO. Falando para o público de 90% da geração Z da plataforma, Yang foi citado dizendo que as economias virtuais “podem ser um caminho a seguir para muitos nova-iorquinos e jovens”.

O mundo das tecnologias precisa utilizar fontes de energias renováveis para que tudo isso não tenha impacto negativo no meio ambiente. Afinal, a mesma pode ser nossa maior aliada no combate às mudanças climáticas.

Fontes: Forbes e Wundermanthompson

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Mais lidas

Artigos Relacionados

Menu