Uso de tecnologia para uma produção mais eficiente, rentável e sustentável

Um artigo publicado por Elisio Contini e Adalberto Aragão, da Embrapa, mostra que a agropecuária brasileira alimenta cerca de 800 milhões de pessoas no mundo, incluindo a população interna.

Com a previsão de que até 2030, o país alimentará mais de 1 bilhão de pessoas. Para aumentar esse potencial, será necessário avançar no terreno das inovações tecnológicas. Um estudo realizado pela ONU, revelou que 33% dos solos de todo o mundo está degradado em decorrência de diversos fatores.

“A maneira como nós estamos produzindo não é sustentável. […] Precisamos agir urgente.” afirma a pesquisadora da Embrapa Solos, Maria de Lourdes.

Cerca de 70% da água no Brasil e no mundo, é utilizada para irrigação. Durante o processo de irrigação, aproximadamente 50% desta água é perdida devido a má gestão dos recursos hídricos.

A tecnologia pode ser usada de diversas formas para maior eficiência dessa produção. A iniciativa do TFF promoveu o desenvolvimento de soluções como: Agrilution, que permite cultivar vegetais dentro de casa.

O FooPoo combate o desperdício de alimentos ao estender, por até 2 anos, o prazo de validade de frutas e vegetais que seriam jogados fora, preservando o valor nutricional em até 90%; já o Peer-to-Peer-Probiotics, formada por jovens cientistas, desenvolve soluções para desnutrição por meio da biologia sintética; o sistema da Agrosmart utiliza o conceito de Internet das Coisas (IoT) para reduzir o consumo de água na agricultura, aumentando a produtividade.

Fontes: Forbes e AgroSmart

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Mais lidas

Artigos Relacionados

Menu