Pesquisadores afirmam que colapso do ecossistema marinho irá devastar humanidade em 25 anos

De acordo com o artigo, escrito por dois empresários e pesquisadores que trabalham para fornecer acesso à água potável que são afiliados à Universidade de Edimburgo, a rede alimentar global pode entrar em colapso e a humanidade poderá enfrentar uma devastação total em apenas algumas décadas, estimando que 3 bilhões de pessoas poderão sofrer com a falta de fornecimento de alimentos.

Devido a acidificação do oceano, induzida por plásticos, produtos químicos tóxicos e gases do efeito estufa, uma crise de plâncton devastará a humanidade nos próximos 25 anos, a menos que ajamos agora para interromper a poluição.

O argumento central dos pesquisadores se resume ao fato de que um oceano mais ácido poderia dissolver alguns dos compostos que integram organismos como o plâncton e os recifes de coral, bem como os materiais de que precisam para sobreviver. E enquanto outras espécies eventualmente tomariam seu lugar, as formas de vida que podem sobreviver às condições mais adversas são muito menos adequadas para fornecer a base da teia alimentar, o que significa que o fenômeno erradicaria um grande suprimento de alimentos.

No final dessa reação em cadeia, o suprimento de alimentos para cerca de 3 bilhões de humanos pode desaparecer completamente. Nos últimos 70 anos, mais de 50% de toda a vida marinha foi perdida nos oceanos do mundo e continua a diminuir a uma taxa de 1% ano a ano.

Nos próximos 25 anos, o pH dos oceanos continuará a cair, e cerca de 80% a 90% de toda a vida marinha será perdida nos oceanos. Mesmo que o pH pare de cair nessa frequência, reduzindo a zero, em 2045, o dióxido de carbono atmosférico ainda excederá 500ppm e os oceanos ainda cairão para pH 7,95, onde tal desastre ocorre.

Os impactos das mudanças climáticas nos oceanos já estão causando estragos no planeta, mas alguns aspectos do artigo devem ser considerados de forma ainda mais atenta. Os autores fazem uma série de afirmações espantosas, incluindo que micróbios tóxicos envenenarão a atmosfera quando fortes ventos os soprarem para fora do oceano e para o ar.

Fontes: Futurism e SSRN

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Mais lidas

Artigos Relacionados

Menu